Andrey do Amaral: agente literário, autor, professor de literatura

Minha foto
Brasília, Distrito Federal, Brazil
Andrey do Amaral (1976), professor de literatura, licenciado em Letras com pós-graduação em Língua Portuguesa, Gestão Cultural, Educação a Distância, Acessibilidade Cultural e um MBA em Marketing. Com seu trabalho, recebeu — entre outros — prêmios da Fundação Biblioteca Nacional (2002), Ministério da Cultura (2008), Fundação Casa de Rui Barbosa (2010), Letras Nordestinas (2011). Além destes, a Vara de Infância e Juventude do Tribunal de Justiça do Distrito Federal e Territórios (TJDFT) concedeu-lhe um prêmio por suas iniciativas de projetos socioculturais (2014). Seus livros autorais foram publicados pela editora Ciência Moderna. Dedica-se à pesquisa da vida/obra do poeta paraibano Augusto dos Anjos. Presta consultoria sobre projetos sociais e editoriais, desenvolvendo produtos nessas áreas. Trabalhou nas Diretorias de Direitos Intelectuais e de Livro, Leitura, Literatura e Bibliotecas, ambas do MinC. É parecerista de projetos culturais do Ministério da Cultura, das Secretarias de Cultura do Distrito Federal e do Estado do Mato Grosso do Sul e dos municípios de Uruaçu-GO, Campo Grande-MS e Lages-SC. É também agente literário de grandes autores nacionais.

O que fazemos?

Venda de livros. Agenciamento literário sustentável, pensando em acessibilidade e no fomento cultural. Consultoria e representação. Promoções, matérias, reportagens, indicações, nossos autores agenciados, licitações, prêmios literários, orientação, dicas sobre publicação e muito mais.

Clique no banner e compre na Livraria Cultura

quarta-feira, 27 de agosto de 2014

Bienal do Livro de São Paulo - 2014

Entre os dias 23 a 26 de agosto de 2014, estive na Bienal do Livro de São Paulo. Fui convidado oficialmente para estar lá como servidor do Ministério da Cultura em palestras de diversos temas. Nas horas de folga, visitei alguns stands para reencontrar escritores, livreiros e editores. 

Sem evento oficial, já no primeiro dia, saí do aeroporto diretamente para a Bienal. Fui aos stands das editoras Planeta, LeYa, Peirópolis, DSOP e Elefante Letrado.

Pedro Monteiro, Beto Brito, Marco Haurélio e Andrey do Amaral

No segundo dia, às 10h, participei da palestra A Escola do Futuro: gestão do conhecimento, promovido pela Escola do Livro da Câmara Brasileira do Livro. Às 14h às 15h, estive no evento Ensino Digital – aula 365, também promovido pela Escola do Livro. Os debates giravam em torno dos direitos autorais.

No dia 25 à tarde, houve o Seminário para Bibliotecários e Profissionais da Informação que reuniu especialistas internacionais e nacionais da áreas, os quais buscaram debater o futuro das bibliotecas no mundo digital e o gerenciamento de direitos autorais, mesclando o universo físico e digital e o futuro do livro. À noite em uma programação extraoficial, fomos para o Memorial da América Latina, onde os escritores João Gomes de Sá e Marco Haurélio explanaram sobre Folclore e Cordel, dando um show de cultura e conhecimento do assunto.

Foto tirada no Memorial da América Latina - SP

Entre outros, estiveram lá no Memorial personalidades do mercado editorial. Na foto seguem Marco Haurélio (escritor), Cleusa Santo (professora), João Gomes de Sá (escritor), Jô Oliveira (ilustrador), Andrey do Amaral (agente literário), Edinilson Xavier (editor) e Pedro Monteiro (escritor).

Por fim, em meu derradeiro dia na Bienal, estive, como ouvinte, no debate Biografias e Biografados às 15h na Arena Cultural com o escritor Paulo César Araújo e o Deputado Newton Lima. Na ocasião, ambos falaram sobre a Lei de Direitos autorais, os herdeiros legais e a dificuldade de obter autorização para escrever biografias.

Sempre é bom aprender mais sobre a aplicação do direito autoral, conhecimento que eu aplico em minhas funções como agente público. Em 2015, estaremos na Bienal do Livro do Rio de Janeiro. Até lá. 

Andrey do Amaral
Agenciamento literário e representação



PUBLICIDADE: Compre no Submarino clicando aqui