Andrey do Amaral: agente literário, autor, professor de literatura

Minha foto
Brasília, Distrito Federal, Brazil
Andrey do Amaral (1976), professor de literatura, licenciado em Letras com pós-graduação em Língua Portuguesa, Gestão Cultural, Educação a Distância, Acessibilidade Cultural e um MBA em Marketing. Com seu trabalho, recebeu — entre outros — prêmios da Fundação Biblioteca Nacional (2002), Ministério da Cultura (2008), Fundação Casa de Rui Barbosa (2010), Letras Nordestinas (2011). Além destes, a Vara de Infância e Juventude do Tribunal de Justiça do Distrito Federal e Territórios (TJDFT) concedeu-lhe um prêmio por suas iniciativas de projetos socioculturais (2014). Seus livros autorais foram publicados pela editora Ciência Moderna. Dedica-se à pesquisa da vida/obra do poeta paraibano Augusto dos Anjos. Presta consultoria sobre projetos sociais e editoriais, desenvolvendo produtos nessas áreas. Trabalhou nas Diretorias de Direitos Intelectuais e de Livro, Leitura, Literatura e Bibliotecas, ambas do MinC. É parecerista de projetos culturais do Ministério da Cultura, das Secretarias de Cultura do Distrito Federal e do Estado do Mato Grosso do Sul e dos municípios de Uruaçu-GO, Campo Grande-MS e Lages-SC. É também agente literário de grandes autores nacionais.

O que fazemos?

Venda de livros. Agenciamento literário sustentável, pensando em acessibilidade e no fomento cultural. Consultoria e representação. Promoções, matérias, reportagens, indicações, nossos autores agenciados, licitações, prêmios literários, orientação, dicas sobre publicação e muito mais.

Clique no banner e compre na Livraria Cultura

sábado, 16 de fevereiro de 2013

II Encontro Nordestino de Cordel

É tempo de celebrar. Aconteceu no Teatro da Caixa, em Brasília/DF, entre os dias 13 e 16, uma programação intensa com estudos, debates e oficinas sobre a atividade dos cordelistas e repentistas. Uma das conquistas desde o I Encontro foi o reconhecimento da profissão de cordelista pelo Ministério do Trabalho. Entre outros temas, um dos mais importantes debatidos no evento foi a literatura de cordel como negócio. O que antes era visto como algo amador, com publicações aquém da qualidade dos textos, agora os poetas já se pensam em trabalhar como profissionais, seja com editores, agentes literários, produtores gráficos, transformando o ofício em algo rentável e sustentável. Embora a orgnização do evento não tenha convidado oficialmente o setor do livro Ministério da Cultura, estivemos presentes a Coordenadora-Geral de Leitura Cleide Soares e eu (agente literário/MinC). Eu e a Cleide estamos cedidos para a Fundação Biblioteca Nacional como servidores públicos. Que venha o III Encontro. Estamos aguardando.

segunda-feira, 4 de fevereiro de 2013

Vai perder? Lá e Cá: Os Livros Viajantes



Mostra sobre a literatura portuguesa contemporânea para jovens e crianças é tema de Exposição no Sesc Santo André

“Lá e Cá: Os Livros Viajantes” marca o Ano de Portugal no Brasil



Brasil e Portugal têm muitas coisas em comum. Para demonstrar essas afinidades, os Chefes de Governo dos dois países instituíram o Ano de Portugal no Brasil, celebrado de 7 de dezembro de 2012, Dia da Independência do Brasil, até 10 de junho de 2013, Dia Nacional de Portugal. Com o intuito de promover a cultura e estreitar o relacionamento entre os países, o Ano de Portugal no Brasil desenvolverá, durante todo o período, um programa de atividades que receberam a chancela oficial, realizadas em diversas partes do território nacional.

No ABC, a mostra “Lá e Cá: Os Livros Viajantes” traz o olhar para o que de melhor tem sido produzido na literatura para crianças e jovens, e acontece no Sesc Santo André de 7 de fevereiro a 8 de abril. Com curadoria dos escritores e pesquisadores da cultura portuguesa José Santos e Selma Maria, a exposição divide-se em duas partes: a Área de Exposições recebe o trabalho de 25 ilustradores portugueses, com obras cedidas pela DGLAB – Direcção-Geral do Livro, dos Arquivos e das Bibliotecas, ligada à Secretaria de Cultura de Portugal, exibidas em 2012 na Feira do Livro de Bolonha, na Itália; já na Biblioteca da Unidade, vários livros de autores consagrados, editados no Brasil e em Portugal, estarão disponíveis em malas de viagem, para consulta e apreciação do público visitante, mostrando a produção literária em ambos os países. Junto das publicações, um jogo de palavras instalado no piso da Biblioteca brinca com o idioma comum dos países, mostrando as diferenças existentes em uma mesma língua.

A proposta do Projeto Lá e Cá conta com uma programação integrada, que abarca contações de histórias, encontros com escritores e ilustradores brasileiros, oficinas de escrita, ilustração e construção de livros.

Confira a programação completa para o mês de fevereiro:


Contação de histórias


Era pois pois uma vez
São histórias cheias de aventuras, de mistério, de humor e astúcia. Um espetáculo interativo elaborado pela narradora Clara Haddad, brasileira radicada em Portugal, baseado em contos tradicionais portugueses.
Na Área de Convivência.
Livre para todos os públicos
Grátis.

06/02. Quarta, às 20h.

Rimas de Lá e de Cá
Numa deliciosa viagem entre Brasil e Portugal, artistas, contadores e cantores encontram-se para narrar histórias de lá e de cá. As histórias de cá são os ritmos brasileiros cantados, enquanto as histórias de lá são baseadas em obra inédita de José Jorge Letria, entremeadas ainda por contos de Antônio Torrado e Alice Vieira. Com o Grupo Parampará de Contação de Histórias.

Na Área de Convivência.
Livre para todos os públicos
Grátis.

16/02. Sábado, às 15h.
 



É o Rei Tadinho
Baseada na obra da escritora portuguesa Alice Vieira, conta as peripécias de um rei muito trapalhão e sua corte maluca. Com o Grupo Parampará de Contação de Histórias.
Na Área de Convivência.
Livre para todos os públicos
Grátis.

23/02. Sábado, às 15h.

Oficina de Cultura Digital

Zines e Livretos Digitais
A atividade pretende estimular o processo de criação e o uso da ilustração como ferramenta de desenvolvimento de uma linguagem autoral. Com o ilustrador Flavio Grão. Classificação: 10 anos. 15 vagas. Inscrições no local, pelo telefone (11) 4469-1264 ou pelo e-mail internetlivre@santoandre.sescsp.org.br.
Na Sala da Internet Livre.
Livre para todos os públicos
Grátis.

De 02/02 a 03/03. Sábados e domingos, das 13h às 15h30.



FICHA TÉCNICA


Curadoria: José Santos e Selma Maria
Produção Portugal: Dolores Papa - MD Produções
Produção Brasil: Anike Laurita
Assistente de Produção: Carolina Coutinho
Consultoria Literária: Ana Castro e Assunção Mendonça (DGLAB - Direção Geral de Arquivos, Livros e Bibliotecas de Portugal
Projeto Cenográfico e Execução:  Usina da Alegria Planetária - Renato Bolelli Rebouças, Beto Guilger, Kabila Aruanda, Irani Alves
Design Gráfico: Sato e Murilo Thaveria | Casadalapa

Curadoria do Projeto Original: Eduardo Filipe e Ju Godinho (Comissariado Portugal-Bolonha 2012)

Realização: Sesc

Pareceria Institucional: DGLAB

Chancela: Portugal-Brasil



SERVIÇO

Lá e cá: os livros viajantes

Data: De 7 de fevereiro a 8 de abril

Classificação etária: Livre
Grátis.



Sesc Santo André
Rua Tamarutaca, 302 - Vila Guiomar
Fone: (11) 4469-1200
Acesso para deficientes físicos
Estacionamento: R$ 3,00 a primeira hora e R$ 1,00 cada hora adicional (desconto de 50% para matriculados)



PUBLICIDADE: Compre no Submarino clicando aqui